sábado, 28 de março de 2009

A censura dentro da mídia.

Autoridade da censura seria um dirigismo cultural? Entre outras palavras, o estado deve se interferir na cultura?
A censura na mídia, principalmente em horas de acusações contra pessoas públicas. Os usos de certas palavras não são usados. Exemplo atual que viola o uso das palavras é o programa “CQC”, da emissora de TV Bandeirantes, que fazem perguntas totalmente diretas, sem o uso de palavras que cubram o que realmente querem saber.
O Ministério da Justiça elaborou um controle de horários e faixa etária para programas culturais, interpretados como “censura” aos meios de comunicação, sendo contestada como dirigismo cultural.
Nesse meio podemos citar dois conceitos de Douglas Kelnner sobre mídia e cultura.
Cultura pode ser definida como manifestações espontâneas do povo. Já o conceito sobre a mídia pode ser definido como conjunto de meios de comunicação que visa informar e formar opinião.
O uso da mídia algumas vezes é voltado para a manipulação a favor dos interesses daquele que a utiliza, podendo encobrir a realidade para maior credibilidade. Como exemplo podemos citar as campanhas eleitorais, onde são explorados apenas as qualidades do candidato falado.

Postado por: Caio Rodrigues, Guilherme Silveira e Pedro Roner.

A mídia ajuda ou atrapalha?



A mídia ajuda ou atrapalha?

É certo que a mídia exerce grande poder sobre os indivíduos. Na formação da identidade, na formação da opinião e do eu de cada um. Essa influência pode ajudar como, por exemplo, atualizando os indivíduos através das notícias, ou manipular --- que é o grande objetivo de grandes emissoras --- que são conhecidas como o “Quarto Poder” devido a forma que usam e transformam as pessoas para seu próprio interesse.
Por isso, que diante da censura imposta pelo governo, os artistas se rebelaram porque para eles essa censura seria uma forma de controlar a mídia e, conseqüentemente, atrapalhando esse meio de comunicação. A verdade é que uma censura como essa que é necessária, em uma TV aberta acaba direcionando os programas a um público alvo, o que causa medo nas emissoras devido à perda da audiência.
Cultura como foi definida pelo autor Rodrigo F. Coelho, é a manifestação espontânea dos hábitos e costumes de um povo. Mas, diante dessa sociedade que está sendo manipulada pela mídia --- que tem o poder de transformação da personalidade e faz com as pessoas procurem manter esse padrão imposto atualmente, podemos ver que os indivíduos perderam essa espontaneidade. É justamente isso que atrapalha no desenvolvimento da sociedade e também na formação de identidade dos indivíduos.
Postado por: Isabela Carvalho
Mariana Casal
Marco Antonio Arduino
Vivian Bernardi

sexta-feira, 27 de março de 2009

A Cultura Da Mídia

Douglas Kelnner, em um de seus textos, descreve que a mídia visa mais interesse em promover acontecimentos festivos do que em passar a cultura pura. A mídia basicamente é um instrumento de comunicação veiculado pela rádio, televisão, jornais e revistas, que tem como base uma construção de identidade.
Festinhas, baladas, carnaval, tudo isso é interessante, pois pretende transformar as culturas divergentes das pessoas em cultura homogênia.
Para nós, a verdadeira cultura, ,é a que está no carater das pessoas, como exemplo das festas interioranas, que retrata a pureza, o real carater da festa, onde não há interferência da mídia.


Postado por : Felipe Matos,Mariana Araújo e Thais Pimenta

OS CONTROVERTIDOS CONCEITOS DE CULTURA E MÍDIA

Os controvertidos conceitos de cultura e mídia se dão pela diversidade de culturas existentes dentro de uma sociedade, como por exemplo, por meio da religião ou mesmo no âmbito social econômico. A expressa pelo meio artistico e também outros meios de comunicação como propaganda, TV ou rádio, tende a formar a cultura ou mesmo deformar e em alguns casos por interesse de uma maioria predominante detentora do controle do quarto poder(mídia) massifica o comportamento da sociedade. Temos essa situação bem exemplificada na figura das telenovelas que no meio de seu enredo vão inserindo na sociedade comportamentos e novos conceitos e em programas como o Big Brother Brasil há vários tipos de merchandising estimulando assim o consumo de determinadas marcas.


Alunos: Fábio Tadeu Lima
Paulo Sérgio P. Pereira

Mídia X Governantes


Falar de censura e mídia não é um assunto dos mais agradáveis de se discutir, mas é um mal necessário. É de conhecimento geral as censuras por horários e faixa etária que são implantadas pelo Ministério da Justiça. Elas foram impostas com o intuito de proteger a todos moralmente, e também, para que as ideias sejam propagadas sem ofender ou escandalizar ninguém.

Através da censura o governo controla as mentes para que a massa seja coagida a seguir o regime que eles implantam no país.

Por outro lado, a presença constante da mídia é oposta às intenções dos políticos. Ela também tenta manipular a população e é impedida pela censura política. Segundo Kelnner, por exemplo, a mídia cria formas de dominação ideológicas para reinterar as relações de poder vigentes.

A partir daí, surge um conflito de poderes entre o governo, englobado pelo legislativo, executivo e judiciário, e a mídia, considerada o quarto poder por influenciar tanto quanto os outros três.

Postado por:
Carol Bentes &
Pedro Paulo Maia

A auto-suficiência de Lenine


Lenine é conhecido mundialmente pelas suas composições e sua voz sem igual. Um cantor, compositor, arranjador e músico pernambucano. Ao ser entrevistado pelo jornal Le Monde (França-2009), afirma estar salvo da pirataria, uma vez que, se considera um “artesão” da música, tendo seu público fiel é o suficiente e não dependendo assim da mídia para a divulgação de seu trabalho. Nota-se uma contradição na fala do cantor, uma vez que, essa afirmação foi veiculada numa mídia.
O cantor afirma não depender da mídia para reconhecimento de seu trabalho, já que ter seu público fiel é o suficiente. Questionamos sua afirmação, pois na cultura da mídia é estudado o quão se pode influenciar, persuadir e até mesmo manipular pessoas, independente de sua classe social. Para chegar á esse grau de auto-suficiência é necessário mostrar-se ao público, divulgar seu trabalho em todos os meios de comunicação. Há necessidade de persuadir as pessoas que seu trabalho é digno de ser apreciado, para isso não há uma independência em relação ao meio midiático. Ambos são interligados, o artista precisa da mídia para divulgar seu trabalho assim como a mídia precisa do artista para manter-se atualizada e renovada, prendendo assim a atenção de um determinado grupo de pessoas com uma só intenção, gerar lucro para ambos por mais que esse fato não seja explícito.


Postado por : Priscilla Vieira lemos e Barbara Salles M. Lima


Referência:




quinta-feira, 26 de março de 2009


Com a atual crise econômica mundial, o Brasil sofre constantes mudanças nos vários setores da economia, modificando o pensamento e o comportamento cultural do ser humano.
A mídia interfere nos âmbitos estrutural e social, induzindo a transformar a mentalidade do individuo.
Em se tratando do aumento abusivo do preço do combustível, a população se torna obrigada a modificar toda a rotina de vida; como por exemplo, planejamentos familiares.
Sendo assim, como seria diferente se a queda do preço dos combustíveis atingisse valores acessíveis? Talvez fosse a oportunidade de um pai em poder custear a seu filho uma universidade. A necessidade faz a diferença na vida do ser humano.
Fonte: jornal o Globo – 20/03/09
Postado por:Maurício Manes

terça-feira, 24 de março de 2009

GOL DE PLACA EM MEIO A CRISE



O futebol, o ópio do povo. Podemos inferir dessa informação que o futebol tido como paixão nacional tende a influenciar seus acompanhantes passionais de forma, a em meio uma crise econômica com repercussão mundial a qual atravessa o país levá-los a negligenciar prioridades para irem ao estádio assistir seu clube do coração jogar.
A exemplo, temos a mídia fazendo uso de uma teoria que denominamos ‘’ agenda setting ‘’ , a qual como um canal agendaria nossas discussões diárias, com isso tornando-se uma poderosa arma de mídia, pois assim pode excluir desse meio um assunto de importância significativa. Desta maneira trabalha fazendo com que um assunto de menor importância seja posto em destaque ao mesmo tempo que desvia a atenção da população para fatos de maior relevância, deixando assim a população alheia a informações que seriam de suma importância para sua vida diária. Esse é o lance que podemos citar como um verdadeiro gol de placa da mídia.

Referência:
O Dia
Postado por: Paulo Sérgio e Pedro Roner

FIA deve dar marcha à ré no regulamento da F1


A Federação Internacional de Automobilismo (FIA), causou insatisfação entre as equipes após ter anunciado na última terça-feira (17), mudança no sistema de classificação dos pilotos, em que o maior número de vitórias definiria o campeão da temporada 2009. Com esse critério, o número de pontos apenas serviria para estabelecer do vice-campeão em diante. Vários pilotos declararam não concordar com a nova medida, entre os quais o atual campeão, Lewis Hamilton. Hoje a FIA comunicou que a nova regra pode ser adiada para 2010.
Em poucos setores o Agendamento se faz tão midiático quanto no esporte, com seus megaeventos de irresistível apelo popular e ainda nas competições elitistas, sendo tema recorrente de conversas informais e debates entre amigos e rivais. A mídia deita e rola nesse incomensurável campo de paixões fartando-se de manchetes de heroísmo, polêmicas, derrotas etc.
Com contínua capacidade de formar opinião, a mídia determina o que as pessoas incluem ou excluem de suas conversas pela força de sua cultura organizacional e definições do que é ou não noticiável, segundo SHAW citado por WOLF.
Referências:
Jornal do Brasil, O Globo, Folha de São Paulo.
Postado por: Francisco Carlos de Mattos Pedrosa

O Brasil pagando caro pra ver melancolia.


O Radiohead é uma das bandas mais importantes do undeground mundial, isso da-se o motivo por ela não ser uma banda que está sempre em evidencia, muitas das vezes denominada como música melancolica depressiva. Pode-se entender como “underground” tudo aquilo que for classificado como ambiente cultural que foge dos padrões comerciais, ou seja, daquilo que está for a da mídia.O Radiohead fará apresentações no Brasil com abertura da banda Los Hermanos o que é uma banda de grande sucesso no país, dias 20 e 23 de março, e convenhamos, ingressos nada nada acessíveis. Mesmo assim, o Radiohead pelo que parece irá faturar por aqui. Como é a primeira vez em 15 anos que eles visitam o Brasil, estão sendo demasiadamente comentados pelos quatro cantos do país. Fazendo com que eles se popularizem sem ao menos fazer qualquer esforço, a mídia os tem colocado em evidência nos canais fechados de música quanto jornais e rádios.
A teoria estudada e analisada nos textos acima foi a cultura da mídia, com base nisso sabemos que a cultura da mídia tem como a maior caracteristica influenciar a grande massa. A partir desse ponto, sabemos que a música por mais “underground” que seja, ela faz parte de uma cultura massificada.
A informação massiva ou não , não interessa, o bom é que o radiohead está em evidencia.
Abaixo segue alguns links que tratar da passagem deles ao Brasil.
Referencias:
Estadão.
O globo.
Skol Beats
Feito por : Caio Rodrigues e Guilhereme Silveira.

domingo, 22 de março de 2009

Por que a violência está sendo um alvo tão grande para a imprensa hoje?



A violência sempre foi um instrumento muito atrativo, e tem refletido o receio das pessoas no meio à sociedade, como se fosse sua voz gritando por um momento de paz. Também tem como função alimentar esse receio em que vivemos, onde a violência nos rodeia e precisamos estar atentos a todos os olhares, em todos os lugares.
A teoria do agendamento evolui para uma abordagem que representa os efeitos. A influência da mídia é admitida na medida em que ajuda a estruturar a imagem da realidade social, formando opiniões e crenças novas.

Um exemplo disso é o jornal “O Dia”, que nos mostra, em uma de suas reportagens, a violência contra um policial e sua mãe, em uma tentativa de assalto, onde o policial reagiu e acabou levando quatro tiros e sua mãe um tiro no rosto, no Rio de Janeiro

No jornal “O Globo”, é mostrado a mesma violência, onde mãe e filho foram rendidos por jovens de 17 anos.

Essa forma explícita de violência atrai olhares de todos, mesclando medo e curiosidade, atentando a população a uma convivência melhor em meio ao mudo.



Postado por: Felipe Matos e Thais Pimenta

sexta-feira, 20 de março de 2009

A música influencia na vida dos jovens?


http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2009/03/20/fas-de-varios-paises-se-acotovelam-em-frente-ao-sambodromo-para-ver-radiohead-754924681.asp


Os jovens são influenciados pela mídia porque ela exerce poder na formação da identidade de cada um deles. Isso faz com que um grupo como o Radiohead consiga mover fãs de todo mundo devido à influência que suas músicas e vídeos exercem sobre eles. Esses cantores levam a crer que se pode arriscar na moda que tudo combina fazendo com que dessa forma seja possível a formação de um novo eu que seja autêntico. Isso ocorre porque na sociedade contemporânea se tornou possível ter livre escolha e, consequentemente, formar a identidade pessoal sem necessitar de um grupo ou tribo.
Essas mudanças ocorridas em relação à identidade fazem com que esses jovens consigam descobrir sua identidade, porque na verdade eles não nasceram com ela, simplesmente foi sendo moldada aos poucos pela sociedade determinando quem eles são e formando suas opiniões. Eles tentam se encaixar no padrão imposto pela cultura da mídia onde todos são influenciados pelas imagens e figuras que na maioria das vezes manipulam o público que querem imitá-las, exercendo um importante papel na transformação dos indivíduos.

Postado por: Isabela Carvalho

Mariana Araújo

As gafes de Obama...


Com base no conceito de Cultura da Mídia, de Douglas Kellner, em que notícias são divulgadas, de forma que não apareçam em todos os jornais, por sua importância ser relativa ou geograficamente limitada, escolhemos essa matéria em que o presidente americano Barack Obama compareceu como o primeiro presidente em exercício a participar do talk show humorístico "The Tonight Show With Jay Leno". No entanto, ele escorregou ao falar sobre alguns assuntos, talvez pelo clima de descontração e informalidade do referido encontro.
É de conhecimento geral a popularidade que vai além da imagem política de Barack. Por ser um presidente carismático e acessível, ele vem preenchendo jornais ao redor do mundo, com diferentes enfoques jornalísticos. A notícia na íntegra você poderá ler aqui: O Estadão
Postado por: Carol Bentes
Fábio Lima

Tudo a mesma merda

Umas das teorias da comunicação é a da agenda setting, que a mídia gera conteúdo igual todo o dia para ser comentado por toda a população.
Se você reparar uma mesma matéria é veiculada em vários meios diferentes tipo: folha; o globo e o G1.


O tema ética na política é sempre discutido e sempre é a mesma coisa, algum político está errado e nada é feito a respeito.

É claro que você tem o direito de achar que essa é só mais uma teoria conspiratória maluca, mas vai saber o que hoje em dia não é.


postado por: Pedro Paulo Maia

terça-feira, 17 de março de 2009